Arquivo da tag: Blow Up

Entre suspenses: Uma aproximação de Antonioni à obra de Hitchcock



Por Fernando Mendonça

O suspense é, há muito, considerado um dos mais acabados gêneros cinematográficos, pois para ter uma narrativa funcional utiliza o jogo de câmeras, o ‘visto’ e o ‘não visto’, além de toda uma gama de técnicas e possibilidades, existentes somente na forma artística em questão. Desenvolvido, aperfeiçoado e popularizado por Alfred Hitchcock (1899-1980), homem que soube associar sua imagem e nome à sua arte e gênero, o suspense é, igualmente, o tema e abordagem principais de uma obra do cineasta Michelangelo Antonioni (1912-2007): “Blow Up” (UK / Itália / EUA, 1966). O que se pretende aqui é justamente um delineamento dos principais paralelos entre esses notórios realizadores, no caso, a obra geral do primeiro e o filme citado do segundo. Apesar de toda a filmografia de Antonioni ser profundamente dotada de aspectos filosóficos, aspectos esses que se multiplicam em “Blow Up“, o foco de análise percorrido nesse texto será a existência do suspense; o que o motiva, o que o gera, o que provêm dele, como é alcançado em “Blow Up“? Estudar seu suspense tendo por base o melhor suspense que o cinema teve é, sem dúvida, a mais eficiente maneira de se alcançar uma resposta.

***

Sem rodeios, “Blow Up” traz em sua trama um personagem (Thomas) que se vê envolvido em um assassinato. Fotógrafo profissional, Thomas certo dia se encontra a trabalhar em um idílico campo e tem sua atenção atraída por Continuar lendo

Anúncios