Cícero Filho: Ai Que Vida (Brasil, 2007) e Flor de Abril (Brasil, 2012)

Integrando mais uma vez a programação da V Janela Internacional de Cinema do Recife, o Cineclube Dissenso exibe no sábado, 17 de novembro e domingo, 18 de novembro, os filmes Ai Que Vida (2007) e Flor de Abril (2012), do cineasta Cícero Filho.

Nascido em Poção de Pedras, interior do estado do Maranhão, e mantendo um diálogo com Teresina, Filho começou a fazer filmes aos 12 anos, firmando-se como um dos representantes de um cinema de baixíssimo orçamento, que apesar de não ser festejado em festivais, conseguiu estabelecer uma relação sólida com o público de diversas regiões. O jovem estourou com “Ai que vida” (2007), comédia que virou febre em vários estados, especialmente no interior, através da distribuição informal de DVDs piratas. Durante o ano de 2012, vem apresentando seu mais novo filme, “Flor de Abril”, um melodrama de cunho mais uma vez regionalista, e que reafirma a capacidade do cineasta de criar narrativas através do manejo e deslocamento de gêneros historicamente populares. Novamente participando da programação da Janela Internacional de Cinema do Recife, o Cineclube Dissenso organiza duas sessões com filmes do maranhense.

SERVIÇO

Sessão 1 – 17/11 – Cinema da Fundação, 14h
Ai que Vida (Brasil, 2007) – 100 minutos
Roteiro: Cícero Filho
Direção: Cícero Filho
Produção: TVM Filmes
Elenco: Irisceli Queiroz, Rômulo Augusto
Sinopse: Espécie de Chanchada contemporânea, o filme acompanha o impasse amoroso de Charlene, dançarina de forró, que mesmo prestes a se casar com o bom partido Jerod, termina se apaixonando pelo boêmio Valdir. A trama se desenrola na interiorana Poço Fundo, que vive as disputas políticas entre o desonesto prefeito, Zé Leitão, e a dona de uma funerária local, Cleunice da Cruz Piedade, disposta a acabar com a corrupção na cidade.

Sessão 2 – 18/11 – Cinema da Fundação, 14h
Flor de Abril (Brasil, 2012) – 110 minutos
Direção: Cícero Filho
Roteiro: Cícero Filho
Produção: TVM Filmes
Elenco: Dayse Bernardo, Vinicius Fiamini, Eric Gaigher e Diego Soares
Sinopse: Declaradamente influenciado pelo estilo das novelas globais e arquitetado como um melodrama regionalista, o filme mostra a trajetória de Teresa ao longo de três diferentes relacionamentos. A jovem do campo, ingênua e romântica, precisa enfrentar uma série de circunstâncias extremas, enquanto tenta melancolicamente se distanciar cada vez mais de seu passado.

Ambas as sessões são gratuitas.

Anúncios

Uma ideia sobre “Cícero Filho: Ai Que Vida (Brasil, 2007) e Flor de Abril (Brasil, 2012)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s